bifes de seitan sem gluten com molho de mostarda

Bifes veganos sem glúten – alternativa ao seitan sem gluten

Estes bifes, ou vifes porque são vegan, são uma alternativa ao seitan sem gluten e são feitos à base de lentilhas. A massa é bem temperada e depois leva um pouco de amido para lhe dar densidade antes de cozinhar. Eu uso levedura de cerveja nos temperos porque, pessoalmente não tenho problema com o glúten, mas para uma versão 100% sem glúten, aconselho usar levedura nutricional – ambas são nutricionalmente parecidas, com vitaminas do complexo B e muito ricas em proteína e fibra, além de que dão imenso sabor umami. Em relação ao molho de soja, é necessário verificar se tem gluten, alternativas sem gluten são o tamari e o coco aminos.

Como a massa em si não tem gordura adicionada, usamos óleo vegetal ou azeite para cozinhar estes bifes que lhes vai dar mais sabor e uma textura mais interessante.

Se fizeres esta receita, partilha nas tuas redes sociais e marca-me @tugavegetal

 

Ingredientes:

  • 1 copo de lentilhas castanhas ou verdes, secas
  • 1 dente de alho
  • 2 c. sopa de vinho tinto
  • 3 c. sopa de molho de soja ou tamari
  • 1 c. chá de cebola em pó
  • 1 c. chá de paprica fumada em pó
  • 2 c. sopa de levedura de cerveja ou levedura nutricional
  • 1 pitada de cominhos
  • ¼ a ½ copo de água
  • 3 c. sopa de amido de milho
  • Óleo de girassol ou azeite qb
  • Sal e pimenta qb

 

  • 2 c. sopa de manteiga
  • 1 c. sopa de mostarda
  • 1 pacote de natas
  • 1 c. sopa de levedura de cerveja
  • 1 c. sopa de sumo de limão
  • 1 pitada de curcuma
  • Sal e pimenta qb

 

Demolhar as lentilhas por pelo menos 2 horas. Depois colocar as lentilhas na Nutribullet ou usar uma varinha mágica e juntar o alho, o vinho tinto, o molho de soja, a cebola em pó, a paprica fumada, a levedura de cerveja/nutricional, a água e os cominhos e triturar até ficar uma papa espessa. Juntar mais água se for necessário para ajudar a triturar.

Colocar numa taça e juntar o amido que vai ajudar a dar mais firmeza na altura de cozinhar.

Numa frigideira antiaderente, colocar um pouco de azeite e colocar 2 colheradas da massa dando forma similar a bifes. Temperar com sal e pimenta e deixar cozinhar até começar a secar à volta e a ver-se bolhinhas de ar na superfície, cerca de 30-60 segundos. Virar e deixar dourar do outro lado. Repetir até a massa acabar.

Para o molho, colocar a manteiga na frigideira que já deve estar quente, a mostarda e logo de seguida as natas. Adicionar a levedura e misturar bem, depois o sumo de limão, temperar com sal e pimenta e a curcuma e misturar bem, deixando cozinhar mais uns segundos para engrossar.

Servir o molho de mostarda por cima dos bifes de seitan sem gluten e decorar com ervas frescas, eu usei cebolinho. Fica óptimo com arroz branco para ensopar o molho e uma salada ou esparregado a acompanhar.

 

Vê o vídeo:

sopa de miso

Receita de Sopa de Miso – a minha versão desta sopa deliciosa e aconchegante

Sempre que partilho a minha sopa de miso no Instagram, chovem pedidos de receita! Hoje vou partilhar com vocês como costumo fazer esta sopa deliciosa e que conforta o estômago e a alma. O miso é um ingrediente fermentado e probiótico, e por isso não pode ser fervido para não perder as suas propriedades probióticas, que é algo que queremos manter nesta sopa. Claro que às vezes podemos usar o miso pelo seu sabor apenas que é muito rico em umami como nesta receita de beringelas recheadas com tofu e miso que partilhei há uns tempos atrás.

Nesta minha adaptação da sopa de miso, alguns ingredientes não são os mesmos das receitas tradicionais porque são muito específicos e nem sempre tenho em casa ou são difíceis de encontrar e não têm preço muito acessível, por isso esta versão é mais budget friendly.

bringelas recheadas e arroz de cogumelos

Eu fiz as beringelas recheadas da Miyokko Schinner – receita adaptada

Desde que vi o vídeo da Miyokko destas beringelas recheadas que quis experimentar e não desiludiram! A Miyokko foi uma, ou talvez a, das primeiras mulheres a abrirem uma bakkery vegan nos Estados Unidos nos anos 80 e a lançar uma marca de queijos veganos. Tem também um livro de básicos vegan e queijos veganos que eu adorei – este aqui.

Para esta receita de beringelas recheadas, como não tinha alguns ingredientes que ela usou como o mirin ou o sake por serem tão específico e não os usar regularmente que adaptei a ingredientes que usamos mais frequentemente nas nossas casas.

Espero que gostem desta versão, digam-me se experimentarem e partilhem nas redes sociais marcando-me @tugavegetal

Granola de frigideira rápida e fácil à base de aveia

Esta receita de granola de frigideira caseira, feita à base de aveia é muito fácil e rápida de fazer. À base de aveia, frutos secos e sementes podes depois adicionar os toppings que quiseres, como canela, passas e fruta desidratada.

massada facil com tofu fumado

Massada em 15 minutos – numa só panela massada com tofu fumado, vegetais e ervilhas

Esta massada fácil com tofu fumado é um dos pratos que faço quando quero algo rápido, que não dê muito trabalho, que me deixe saciada e ao mesmo tempo que me saiba bem.

Uso tofu fumado porque já tem imenso sabor e não precisa ser marinado. Se preferires usar tofu natural, aconselho a temperares com molho de soja e azeite e dourares numa frigideira para fixar o sabor. Depois adicionas só no fim quando a massada estiver pronta.

Em relação ao vegetais, eu acho que a combinação da cenoura e pimento aqui fica óptima mas podes substituir por outros vegetais que tenhas em casa ou que prefiras.

Se gostas deste tipo de receitas simples e saborosas para o dia-a-dia, tenho um eBook com 40 receitas deste género, chamado 🌱Cozinha Vegana Descomplicada🌱 que podes adquirir aqui – ao adquirires qualquer um dos meus eBooks ou planificador de menus semanal, estás a ajudar-me a manter este blog e a continuar a partilhar conteúdos gratuitos 🙏

Para mais receitas fáceis, vê esta secção.

pulled no pork de jaca em bolo do caco

Pulled no-pork de jaca – receita de pulled pork vegano

Quando há uns tempos atrás vos perguntei o que fazer com um frasco de jaca verde, vocês escolheram pulled no-pork. Após alguns meses, aqui está a receita!

instagram o que fazer com jaca verde

Idealmente escolham jaca conservada apenas em água e sal, senão vejam abaixo como preparar a jaca conservada em vinagrete. Se não tiverem jaca ou não quiserem comprar podem substituir por mais cogumelos pleurotos desfiados, eu diria uns 300 a 400 gr.

Sirvo este pulled no-pork em bolo do caco que foi a receita que partilhei a semana passada. Como não costumo usar molho barbecue e não tenho em casa, decidi fazer a minha própria versão que podem ver aqui neste reel.

Se fizerem esta receita partilhem nas redes sociais e marquem-me @tugavegetal que adoro ver as vossas criações!!